• Como peço aumento de salário para o meu chefe?

    17 Apr 2014
  • Antes do pedido

    Para começo de conversa, os argumentos para convencer seu chefe devem estar pautados unicamente em aspectos profissionais. De nada adianta contar que vai casar ou que vai cursar uma pós-graduação. O que vai influenciar a tomada de decisão é apresentar resultados acima do esperado ou, por exemplo, mostrar que você tem assumido novas responsabilidades sem necessariamente ser remunerado para isso. Para preparar-se para essa conversa, leve o tempo que for preciso e não faça nada enquanto estiver reunindo as informações que vão fundamentar seus motivos.

    Outra maneira muito usada para pedir uma revisão de salário é apresentar uma proposta de trabalho recebida de outra empresa. Essa forma é controversa e só deve ser levada adiante se você realmente quiser ficar na empresa atual. Caso contrário, esta negociação pode virar um leilão, gerando desgastes com os superiores e com o outro possível empregador. Ou seja: o saldo pode não ser nada positivo para nenhuma das partes.

    Outra situação comum: pessoas que se incomodam quando um colega com a mesma função recebe um aumento. Levar este fato tentando usá-lo como argumento pode te expor a uma resposta negativa do chefe, pois há uma série de fatores que envolvem as diferenças salariais: tempo de casa, qualidade de entrega, capacidade de liderança, etc. E, caso a comparação que você pensou em fazer seja com pesquisas salariais, saiba que também pode não surtir efeito. Qualquer comparação deve estar atrelada – sempre – a seus resultados.

    Depois de reunir todos os dados, todos os seus motivadores, ainda cabe uma reflexão final. Tente lembrar-se dos últimos feedbacks recebidos. Foram positivos ou existe alguma recomendação até então não cumprida? É melhor aparar todas as arestas para não levar um pedido de aumento sem que você tenha feito a “lição de casa” primeiro.

    O pedido

    Depois de avaliar qual destes é o seu “cenário”, certifique-se que será capaz de responder a uma pergunta chave: por que seu chefe deveria te dar um aumento? Com esta resposta na ponta da língua, escolha um bom momento para procurá-lo para essa conversa.

    Além dos argumentos que já falamos, preocupe-se também em apresentar benefícios, contrapartidas para essa decisão da empresa. Vale mostrar o que a companhia tem a ganhar se investir mais em você. Acredito também que seja um excelente momento para aproveitar e esclarecer qual é o seu plano de carreira dentro da empresa, se tem interesse em outro cargo ou desejo de assumir novas responsabilidades. É muito importante ter em mente qual é o aumento mínimo que você está disposto a aceitar (aqui sim pesquisas salariais podem ajudar). Essa é a hora de negociar adequadamente, porque o próximo aumento pode não vir logo em seguida.

    A resposta

    Dificilmente você vai sair desta conversa com uma resposta, visto que seu chefe certamente tem que consultar outros gestores ou mesmo a área de recursos humanos para a tomada de decisão. Se a resposta for sim, ótimo. Assuma a responsabilidade do seu sucesso, não se acomode e busque atingir resultados ainda mais expressivos. Assim terá sempre argumentos persuasivos para alcançar novos reconhecimentos profissionais e financeiros.

    Agora se a resposta for não, busque reagir da melhor maneira possível e preocupe-se em entender a justificativa do seu gestor. A decisão dele não será aleatória. Aproveite para saber quais são os pontos críticos a serem melhorados e qual o caminho para ter um salário melhor no futuro. Depois da resposta, você precisará manter seu empenho, sua entrega e seus resultados, porque afinal de contas a vida continua.

    Texto publicado no blog Carreira em Gerações
    por Sofia Esteves
    Presidente do Grupo DMRH

  • Compartilhe:
    Tags: