• Como escolher um curso de pós-graduação?

    2 May 2016
  • Tenho conversado muito com meus alunos. Constatei que não é fácil mesmo ter concluído um curso de graduação, ter vinte e poucos anos e se deparar com um cenário macroeconômico com uma taxa de inflação e um nível de desemprego de exorbitantes 10%, além de um decréscimo de nosso produto interno de quase 4%.

    Mas como enfrentar tudo isso? Há um sentimento coletivo entre esses jovens, questionando o que fazer diante deste cenário.

    Impossível não nos lembrarmos da fábula dos dois caçadores, que ao exercer o ato que hoje soa totalmente politicamente incorreto, a caça, se deparam com um grande urso. Cada caçador tinha apenas um disparo em sua espingarda.

    Incrível, mas os dois atiram. E erram o alvo. De repente o animal vem na direção dos dois, e um deles tira um par de tênis da mochila e começa a calçá-lo. O outro, embora com a situação de perigo iminente, começa a ridicularizá-lo e ainda pergunta:
    Para que esse tênis? Está achando que vai correr mais que o urso?
    Já com o tênis calçado, o outro responde: Claro que não. Mas mais do que você… eu vou correr…

    Procuro falar para meus alunos que a opção para lidar com um cenário desfavorável é de continuar estudando, mesmo logo depois de terminar uma ótima graduação.

    Sei que nesse caso entra em cena outra questão: Nos tempos atuais, por exemplo, se alguém der uma simples “googlada” nas palavras “Curso de Pós em Administração” vai certamente se deparar com mais de 20 milhões de resultados de busca em menos de um segundo. Sim, o número é esse mesmo, estonteantes, 20 milhões!

    A pergunta é: Como escolher um bom curso de pós-graduação? Como separar o joio do trigo?

    Nesse ponto não há muito segredo, nem receitas mágicas.

    Opte por um curso de uma escola que seja reconhecida no mercado nacional e internacional. De preferência, que tenha professores com sólida formação acadêmica e profissional. Que seja uma referência no ensino.

    Mesmo assim, passam por esse filtro algumas dezenas de boas opções. Como chegar uma opção definitiva?

    Um dos possíveis caminhos para ajudar nessa seleção é verificar se a escola possui as chamadas acreditações internacionais. Elas são espécies de auditorias independentes que atestam a qualidade das instituições. Pouquíssimas escolas no mundo possuem este tipo de certificação e isso pode ser um bom indicador na hora de escolher a instituição.

    Afinal, há muitos ursos por aí e novos surgirão. E se é para calçar um tênis, que ele seja o melhor possível e o mais apropriado para as corridas que estão por vir.

    Lembrem-se, nada substitui uma boa formação!

     

    Luis Henrique Rigato Vasconcellos

    Doutor em Engenharia, Mestre em Administração e Engenheiro de Produção é coordenador e professor do Curso Master in Business and Management da Fundação Getúlio Vargas.

     

     

  • Compartilhe: