• Quando crescer eu quero ser…

    14 Oct 2013
  • Decidir a carreira é o momento decisivo na vida de todo jovem. Com 18 anos, chega o momento de prestar vestibular e escolher o que ser para o resto da vida, certo? Para algumas pessoas, o tiro é certeiro. Elas acertam no curso, amam o que fazem e se sentem realizadas para o trabalho. Para outras, essa decisão pode chegar um pouquinho mais tarde. Cada vez mais cresce o número de jovens profissionais com formação acadêmica e uma carreira consolidada que simplesmente abandonam tudo para começar em uma nova profissão.

    Um motivo para surtar? Claro que não. Se esse é o seu caso, considere-se um privilegiado. Você já viveu suficiente para saber quais caminhos talvez não sejam ideias para você. Saber que o caminho está errado é uma coisa, mas como fazer para achar o certo? Para isso, não existe fórmula mágica.

    Tem que ter coragem para largar emprego, salário fixo, férias, décimo terceiro para buscar um sonho. Muitas vezes, isso acontece sem que a pessoa saiba ao certo o que ela quer fazer para o resto da vida. Mas uma coisa é certa os “trintões” que se jogam nesse desafio buscam uma única coisa na nova jornada: a realização profissional. Trabalhar com alguma coisa que você realmente ame. E tudo bem se profissão dos seus sonhos não for decidida aos vinte anos. As pessoas mudam tanto com o tempo. 10 anos depois seus sonhos são diferentes, você está diferente. Sendo assim, a sua profissão também pode ser outra.

    por Tey Yanagawa
    Consultora de Inovação da Cia de Talentos

  • Compartilhe:
    Tags: