• Como usar as Redes Sociais a seu favor!

    24 Oct 2013
  • Você sabia que uma pessoa tem, em média, 150 amigos na vida real, enquanto no Facebook a média é de 245 amigos?

    Nos Estados Unidos, 27% do tempo navegado na Internet é em Redes Sociais. Segundo a Agência Digital Sociam MX, a cada 5 minutos online, 1 é em rede social.
    Pois bem. Não é novidade que todos estamos conectados a uma ou mais redes sociais. Boa parte do nosso dia é compartilhada através de nossos posts, fotos, check-in e recomendações (ou críticas) a algum serviço ou produto que consumimos.

    Assim como nós, nossos chefes, pares e colegas de trabalho também estão nas redes sociais! Ainda que seja possível configurarmos as políticas de privacidade nestes sites, não escapamos dos olhares atentos das pessoas e, qualquer coisa dita que possa ser mal interpretada, cai na boca do povo.
    Com o volume de informações gerado através das redes sociais, a velocidade da comunicação aumentou significativamente, ou seja: aquilo que eu falo em uma rede social pode, rapidamente, ser propagado para outra rede, para um grupo de conversa, para uma troca de e-mail e não é impossível chegar aos conhecimentos de alguém que você não gostaria que tivesse acesso.

    No mundo digital, privacidade é algo pouco controlável. Não há borracha para o que registramos em nossos perfis sociais. Por vezes, pode acontecer de escrevermos algo de cabeça quente, falar mal do chefe ou de um colega após uma discussão ou criticar um Professor mais rígido através de uma rede social; depois de 5 minutos, pensamos com calma e decidimos apagar. No universo online, já é tarde! Na internet, todos os registros são facilmente incorporados e compartilhados.

    Todas estas situações podem prejudicar sua marca pessoal e profissional, uma vez que, como já dissemos neste post, todos estão conectados e a informação vem sendo disseminada em uma rápida velocidade. É preciso ter cuidado com o que postamos, e mais do que isso, sempre lembrarmos que a partir do momento em que representamos uma instituição acadêmica, uma empresa ou até mesmo um grupo específico, passamos a vestir aquela marca. É como se o nosso sobrenome mudasse. Deixamos de ser o “João Silva” e passamos a ser o “João Silva da Papelaria”.

    Nós somos responsáveis por tudo aquilo que praticamos nas redes sociais. Portanto, uma vez que esta prática não é positiva e pode atingir a alguém ou alguma marca, estamos consequentemente prejudicando a nós mesmos. Assim, precisamos sempre atuar de forma responsável também nas nossas relações digitais. Não vamos esquecer de manter o respeito ao próximo, esta regra é básica para qualquer tipo de relação.
    Pense que você ganhou um espaço para anúncio em Outdoor: o que você divulgaria ali? E o que não divulgaria? Agora, faça esta mesma reflexão quando for postar algo em sua Rede Social!

    por Giuliana Hyppolito
    Consultora da DMRH especialista em Redes Sociais

  • Compartilhe:
    Tags: