• O bruxo escolhe a casa!

    7 Aug 2013
  • O candidato também escolhe a empresa

    Muitos candidatos confundem a organização do processo seletivo com a organização da empresa em que estão concorrendo à vaga de trainee. Obviamente, isso não é sempre equivalente.
    A condução da seleção de trainees é feita inicialmente por uma consultoria de RH contratada. A qualidade do processo reflete a competência dessa consultoria e não da empresa.

    Porém, a cultura da empresa na qual o candidato tem interesse não fica oculta neste processo. Em todas as fases presenciais em que participei, durante minha maratona de programas de trainees, havia pelo menos uma pessoa da empresa presente. Acho isso muito importante, porque é uma oportunidade de conversar com o profissional e selecionar com mais critério as empresas que têm a ver comigo. Depois de uma conversa rápida com a representante do RH na dinâmica, já aconteceu de eu não continuar no processo seletivo, porque percebi que minha carreira naquela empresa realmente não iria durar.

    Os candidatos que avançam nos processos têm ainda mais informações para fazer uma escolha certeira. Nos painéis e entrevistas finais, eles podem conhecer o futuro chefe, entender quais os planos estratégicos, qual a função do trainee após o programa, etc. Tudo isso é fundamental na decisão final.

    Acredite: você vai precisar de todas essas informações para escolher a melhor opção de programa. Afinal, a ideia é acertar na escolha e construir uma carreira bem sucedida e duradoura!
    Pode parecer um clichê, mas não são apenas as empresas que selecionam os candidatos, os candidatos também selecionam as empresas. Por isso, aproveite os momentos de contato com os gestores da companhia e tente descobrir se aquela é a empresa ideal para você. Eles irão fazer isso com você, para escolher o candidato ideal, e você deve fazer o mesmo quando tiver a oportunidade!

    Por Bruno Stefani
    Ex-Trainee

  • Compartilhe:
    Tags: