• Ansiedade antes de uma dinâmica de grupo?

    4 Nov 2013
  • Quem nunca ficou ansioso ao saber que aquela oportunidade de trabalho tão esperada, na empresa dos seus sonhos, teria um processo seletivo composto por uma etapa chamada Dinâmica de Grupo?

    Sabemos que é uma palavra que assusta, por esse motivo, queremos abordar esse tema tão temido e te dizer: – Sim! É possível ter sucesso nesta etapa!

    O primeiro passo para passar por um processo seletivo mais preparado é conhecer a empresa que conduzirá esse processo. Empresas com credibilidade e reconhecimento no mercado te proporcionarão no mínimo, uma experiência de aprendizado. Um outro ponto importante é que em processo seletivo, você não só é avaliado, mas também avalia, portanto, o momento da dinâmica de grupo, também é um momento de conhecer a empresa. Em geral, as empresas traduzem nas atividades presenciais, um pouco do dia a dia e do ambiente que você vivenciará em seu trabalho. Sinta o clima, observe a postura das pessoas, a forma com que o processo é conduzido. Isso te trará imputs legais para te dizer se fez uma escolha alinhada ao seu perfil. Cuide das suas escolhas desde o primeiro momento.

    Escolha feita, é hora de se preparar. A Dinâmica de Grupo é uma etapa do processo com o objetivo de avaliar comportamentos e habilidades que o candidato possui. A dica mais importante que você pode ter é: “Seja você mesmo”! Parece clichê, mas é a forma que vai te conduzir ao sucesso. Até porque o ambiente corporativo é multifuncional. Uma empresa não é composta de pessoas com um único perfil e a única forma de saber se o seu perfil condiz com a vaga que almeja é deixar que o recrutador faça esse trabalho e para que ele faça esse trabalho, é importante que você aja com naturalidade. Além disso, esses comportamentos e habilidades avaliados variam de empresa para empresa.

    Com essa informação, já eliminamos um mito de que só as pessoas com perfil mais extrovertido são aprovados nesta etapa. E também o mito de que os introvertidos não conseguem se sair bem. A avaliação olha para o candidato dentro de um perfil específico, logo, seja tímido ou não, todos terão as mesmas oportunidades desde que se exponham ao desafio.

    Para que esses comportamentos e habilidades sejam percebidos pelos avaliadores, é fundamental que você participe. Cavar seu espaço, tentar solucionar os problemas propostos, lançar sugestões, trazer ideias que agreguem às discussões e se dedicar ao momento. Estar na atividade por inteiro faz toda a diferença. Seja você uma pessoa mais desenvolta ou analítica, o importante é não se ausentar das discussões.

    Muitas pessoas deixam a ansiedade tomar conta da situação e se perdem na condução da participação. Por vezes falam sem parar, não ouvem os integrantes do grupo, outras vezes só observam, se calam e com isso não imprimem a sua marca na atividade, portanto, dentro de sua naturalidade, tente achar a sua forma de participar. Não se considere uma vítima da dinâmica de grupo e do grupo em que participou. É bastante comum dizer que a participação foi prejudicada por conta do perfil dos participantes com que trabalhou, que eram assim ou assado. Faça a sua parte e não se deixe impactar ou se comparar com o outro. Lembre-se que todos vocês estão sendo observados e que existem pessoas preparadas para isso e para perceber o que acontece ao seu redor.

    Sabemos que ser avaliado não é uma situação confortável, por esse motivo o autoconhecimento é tão importante. Saiba quem é você, quais são seus limites, seus medos, suas qualidades e use tudo isso a seu favor.

    Sempre antes de partir para um dia de Dinâmica de Grupo, se lembre dos momentos importantes que já viveu, os aprendizados, as pessoas que cruzaram seu caminho e foque seu preparo nisso. Pergunte ao seu redor (amigos, parentes, colegas, professores) o que você faz bem e o que eles não deixariam de falar sobre você se pudessem fazer a seleção no seu lugar. E venha para esse dia com a clareza de quem você é e o impacto que causa nos demais ao seu redor. Potencialize o que te diferencia e gerencie as suas fragilidades: acredite em você!

  • Compartilhe:
    Tags: